4

Sem Limites (Limitless), thriller de ficção científica de Neil Burger (de O Ilusionista), aborda uma questão que há algum tempo desperta interesse na sociedade: drogas sintéticas e seu poder de modificar o comportamento dos usuários. Bradley Cooper é Eddie Morra, um escritor iniciante com um grave problema: não consegue escrever. Com o prazo acertado junto à sua editora estourando, ele não sabe o que fazer para tirar as palavras da cabeça e pô-las no papel. Para piorar, sua namorada Lindy (Abbie Cornish) já não aguenta mais se relacionar com um perdedor e dá o fora nele. 

Por acaso, Eddie esbarra em um ex-cunhado, Vernon (Johnny Whitworth), que lhe oferece uma nova droga, chamada NZT 48, próxima a ser lançada no mercado a um custo de US$ 800. Impressionado e acreditando não ter nada a perder, Eddie toma a pílula e seu mundo se transforma. De repente, ele consegue acessar informações que nem sabia que tinha em seu cérebro e em apenas quatro dias termina o livro longamente adiado.

Daí a aprender línguas estrangeiras, como italiano e mandarim, tocar piano e entender os meandros do mercado de ações, é um piscar de olhos. Com isso, acaba chamando a atenção de um mega-investidor, Carl Van Loon (Robert De Niro), que o recruta para sua empresa. Em pouco tempo, Eddie passa a frequentar altas rodas sociais, ganha lindas mulheres e até reconquista Lindy

Quando o mundo parece estar a seus pés, ele percebe que, como toda droga, o NZT  tem efeitos colaterais. E estes surgem exatamente no momento em que ele vai fechar o negócio de sua vida, e tudo pode ir por água abaixo. Ele descobre que todos os usuários da droga estão morrendo e para evitar fim idêntico, tem que agir rápido. Além disso, um mafioso russo, Gennady (Andrew Howard), que experimentou a droga, vive atrás dele para obter mais.

Baseado no romance The Dark Fields, de Alan Glynn, publicado em 2001, Sem Limites tem uma abordagem não-moralista da questão, mostrando lados positivos e negativos de uma realidade atual, obviamente ampliada para benefício da ficção. Neil Burger imprime um ritmo ágil à narrativa, com interessante montagem e edição, e inventivos efeitos especiais, tanto sonoros quanto visuais, como um zoom infinito, que segue por quarteirão após quarteirão em Nova York

Ainda que o estereótipo do escritor em crise criativa esteja um tanto desgastado, Bradley Cooper, conhecido por comédias e filmes água-com-açucar (Se Beber, Não Case! e Idas e Vindas do Amor) desempenha bem o papel do zé-ninguém que chega ao topo do mundo e (quase) ao inferno e, apesar do papel pequeno, Robert De Niro é simplesmente um dos maiores atores de todos os tempos.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Sem Limites (Limitless) – 105 min
EUA – 2011

Diretor: Neil Burger
Roteiro: Leslie Dixon – Baseado no romance de Alan Glynn
Elenco: Bradley Cooper, Abbie Cornish, Robert De Niro, Anna Friel, Andrew Howard, Johnny Whitworth
 

Estreia: 25 de março.

Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

  1. Bom filme, Fui ao cinema não esperendo muito do Sem limites,E fiquei supreso com a qualidade do filme , Achei que tem um bom roteiro, Boa direção bom efeitos visuais e uma boa edição (Aquele zoom Longíssimo me deixou até meio tonto) para um filme q tem um orçamento curto (para padrões Hollywoodianos)27 milhões de dólares fizeram um bom trabalho na parte tecnica. E as atuações tabém estão muito boas. Até Mr De Niro com sua Ponta.
    Resumindo Sem Limetes e um bom filme com uma boa trama e boas atuações , Va ao cinema e se divirta.

    ResponderExcluir
  2. Bom filme pelos seus aspectos técnicos, mas o roteiro não é bem amarrado: afinal, ele esteve ou nao esteve envolvido no assassinato daquela moça? E afinal, e se livra ou não do medicamento? Alguém pode me explicar, por favor!!

    ResponderExcluir
  3. O filme não esclarece se ele matou ou não a moça, mas é a idéia de colocarem a dúvida é mostrar o quanto a pessoa perde o controle quando está sob o efeito do medicamento e que ele poderia ter matado e pode fazer até pior se continuar com o medicamento. Era mostrar as desvatagens também, entede?
    Quanto ao medicamento, ele consegue se livrar. Eles até dizem no fim do filme que ele foi sortudo e tudo mais.
    http://caixasdepandoras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Alexandre Figueiredo3 de abril de 2012 20:30

    Um bom filme. Consegue prender o espectador até o final. As cenas do zoom infinito pelos quarteirões em Nova York são bastante interessantes.

    ResponderExcluir

 
Top