4



Com direção de Jon Chu (de Ela Dança, Eu Danço 2 e 3), o documentário Justin Bieber: Never Say Never conta a trajetória da carreira do cantor Justin Bieber, desde a infância até sua turnê de 2010, My World. O filme mostra a evolução e o crescimento do astro com momentos importantes, como quando ganhou uma bateria, seu primeiro show, a casa das avós, depoimento dos pais e partes da turnê. 

Composto de basicamente vídeos caseiros e imagens da preparação do show do Madison Square Garden, conhecido como o mais importante dos palcos, o filme procura mostrar o talento do jovem rapaz, que desde criança apontou o dom artístico, logo notado pelos amigos da mãe, que eram músicos. Começando com uma bateria de plástico, logo evoluiu para o violão e o canto, e, com isso, começou a tocar com os amigos da mãe, depois em competições e por fim em um canal no Youtube.



E foi no Youtube que Justin deslanchou e conquistou seus fãs. Assim, o produtor Scooter Braun começou a mandá-lo para o mundo com a ajuda de Usher, que ficou encantado com o talento do garoto. Daí em diante, o documentário conta a história de como o astro conseguiu se destacar, indo a várias rádios e fazendo muitos shows, até ser reconhecido, a ponto de lotar o Madison Square Garden, o sonho de qualquer cantor.

Contando com a participação de vários cantores nas apresentações, como Miley Cyrus (de A Última Música), Shawn Stockman e Jaden Smith (do remake de Karatê Kid), o filme chama a atenção pela tecnologia 3D. Como é voltado para o público fã do cantor, o filme é empolgante para seus admiradores, mas também pode ser interessante para quem, provavelmente, está levando seu filho ao cinema. Vale a pena ver a história deste jovem menino prodígio. Estreia: 25 de fevereiro.

Justin Bieber: Never Say Never – 105 min
EUA – 2011
Direção: Jon Chu
Com: Justin Bieber, Boys II Men, Miley Cyrus, Sean Kingston, Ludacris, Jaden Smith, Usher, Scooter Braun, Shawn Stockman  




Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

  1. Eu curto algumas músicas do Justin (Never say never, somebody to love, baby, on time e my world) muito embora, admito, só tenha visto a letra de One Time. Acho que estas são as mais conhecidas. Vi Justin conceder entrevista à Sabrina Sato e, apesar dela ser (ou se fazer) de uma completa idiota, achei o rapaz um pouco antipático e imaturo. De todo modo, não sou fã nem admirador dele, mas pode ser que, sem opção de filmes em cartaz, eu veja este documentário.

    ResponderExcluir
  2. assim como o colega aí em cima, tbm curto um pouquinho as músicas de Justin, até que são legais. MAs nessa entrevista cedida a Sabrina Sato ele mostrou o quanto arrogante e bestinha ele é. Acho-o muito novo para querer lançar uma biografia, mesmo pq ainda não tem nada de concreto pra contar (afinal, o que ele já haveria sofrido ou aprendido nessa vida?). Nem perco o tempo...

    ResponderExcluir
  3. Silvia Freitas, voce falou besteira quando disse: "afinal, o que ele já haveria sofrido ou aprendido nessa vida?". Se voce ver o filme, vai ver, que ele aprendeu e sofreu muuuuuuito mais que voce ai. Viveu sem o pai, foi criado pelos avós. Olha pro espelho menina, eu tbm nao sou fãn dele, mas o admiro, pois foi criado em uma cidade pequena, e hoje, é um dos meninos mais conhecidos no mundo! VOCE FOI INFELIZ NO SEU POBRE COMENTARIO

    ResponderExcluir
  4. Eu amo o justin bieber sou fã fanática

    ResponderExcluir

 
Top