0

Em Um Mundo Melhor, vencedor do Globo de Ouro e do Oscar 2011 de Melhor Filme Estrangeiro, mostra relações humanas entrelaçadas por mágoas e vinganças. Anton (Mikael Persbrandt) é um médico que atua em um campo de refugiados na África, convivendo com uma difícil realidade e uma cultura distinta. Sua ex-mulher, com quem possui uma relação complicada, e seus dois filhos vivem na Dinamarca

O filho mais velho, Elias, passa por dificuldades na escola devido ao bullying que sofre. Nesse ambiente escolar, ele conhece Christian, um garoto que recentemente perdeu a mãe e mudou-se para a Dinamarca para morar com a avó e com o pai, que sofre com o peso da morte da mulher. Vendo o que ocorre com Elias, Christian toma as dores do amigo e ambos unem-se para vingarem-se dos colegas de escola e agredí-los. O questionamento sobre a cultura da violência é um elemento essencial no filme. Vemos onde começa a violência, mas durante todo o tempo tentamos imaginar onde ela pode parar. O conflito dá a impressão de ser uma bomba que está prestes a explodir.



Quando a realidade dinamarquesa é posta ao lado da africana, é possível notar contrastes culturais imensos. Porém, ambas são mostradas como repletas de violência, mesmo com o abismo de diferenças. Na África, uma milícia local corta a barriga de moças grávidas por pura maldade e demonstração de poder, enquanto na Dinamarca jovens precisam agir violentamente para manter alguma forma deturpada de dignidade.

O filme é permeado por belíssimas paisagens, carregadas de luz, que afrontam com o seu peso e força.  Sem dúvidas, a direção de Susanne Bier e o roteiro  mostram a que vieram sem meias palavras, apesar de lançarem mão de um tom de lição de moral. Em Um Mundo Melhor traz a promessa de uma melhor convivência humana, o que incide muito bem com o seu título em português. Estreia: 11 de março.

Em Um Mundo Melhor (Hævnen) – 119 min
Dinamarca, Suécia – 2010
Direção: Susanne Bier
Roteiro: Anders Thomas Jensen, Susanne Bier
Com: Ulrich Thomsen, Mikael Persbrandt, Trine Dyrholm



Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

 
Top