6


A solidão de Mary e Max (dublado brilhantemente por Philip Seymour Hoffman) será o combustível desta pura, bela e inusitada amizade. Baseado em uma comovente história real, Mary e Max tem início no começo dos anos 70, quando as pessoas ainda se correspondiam por cartas (nada da instantaneidade das redes sociais e dos e-mails de hoje em dia). Eles passam anos e décadas sem se ver, mas nutrindo um lindo sentimento de carinho, respeito e curiosidade um pelo outro. Será que algum dos dois vai tomar coragem e, enfim, fazer uma visita? 



A imaginação de uma criança é algo extraordinário. E a fantástica cena de abertura de Toy Story 3 é um retrato disso. Misturando o lúdico a assuntos concretos e relevantes, a Pixar conclui brilhantemente sua primeira trilogia. O tempo passa, e Andy, o dono dos adoráveis brinquedos protagonistas, cresce e vai para a faculdade. Mas antes, sua mãe quer que ele deixe tudo arrumado e separe o que vai levar e o que não vai. Ao ouvirem este diálogo, Woody, Buzz Lightyear e seus amigos percebem que podem parar em três lugares diferentes: eles serão guardados na caixa da faculdade, do sótão ou no saco do lixo. 



Além de ser uma fantástica animação, com potencial para agradar a crianças e adultos, Megamente oferece um estudo psicológico que remete à seguinte reflexão: o ambiente em que as pessoas vivem realmente molda suas personalidades, ou, pelo menos, influenciam sua formação? Não bastasse a junção entre entretenimento e "fazer pensar", o longa ainda conta com uma trilha sonora de primeira, incluindo AC/CD, Guns n' Roses e Michael Jackson


Meu Malvado Favorito é o primeiro longa de animação do estúdio Illumination, que pretende fazer frente às gigantes Pixar e Dreamworks. Gosto de ver filmes voltados ao público infantil que não subestimam a inteligência das crianças. E mesmo tendo um público alvo bem definido, vai ser pouco provável algum adulto não ser absorvido pela simples, porém bela história


Shrek Para Sempre faz juz à franquia que revolucionou os filmes de animação. E o melhor, com tecnologia 3D. O ótimo roteiro de Josh Klausner – que já tinha escrito Shrek Terceiro (2007) – e Darren Lemke aborda o famoso what if (e se)... E se Shrek e Fiona nunca tivessem se conhecido? 

Obs.:  Menção honrosa ao excelente Como Treinar o Seu Dragão.

* Esta seleção foi concebida com filmes que estrearam comercialmente no Brasil em 2010.


Compartilhe este conteúdo |

O Cinema está na Rede e também no Twitter

Postar um comentário

  1. Mary and Max não é do ano passado?
    Este ano eu colocaria My Dog Tulip, Angels and Idiots, e L'Illusionniste no topo das animações. Bem a frente de TS3.

    ResponderExcluir
  2. Megamente e Toy Story foram OS MELHORES pra mim!

    E a trilha sonora de Megamente é uma pérola!

    www.femalerocksquad.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Anônimo, esta seleção foi concebida com filmes que estrearam comercialmente no Brasil em 2010, o que é o caso de 'Mary e Max', que estreou lá fora em 2009, mas no Brasil em 2010. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Boa seleção...Meu Malvado Favorito e Como Treinar Seu Dragão são execelentes

    ResponderExcluir
  5. Mary and Max é fabuloso.
    Meu Malvado Favorito é muito bom também.

    ResponderExcluir

 
Top