1


Cyrus é um filme pequeno, sem grandes recursos, que se apoia na qualidade do roteiro e dos atores. Um belíssimo drama romântico, com atuações maravilhosas e direção precisa dos irmãos Duplass - dupla que promete ser uma alternativa aos Avatares de Hollywood, cheios de efeitos especiais e pouco conteúdo. Portanto, logo aviso: se você é chegado numas explosões e tiroteios, passe longe de Cyrus, pois você poderá se entediar. Agora, se quiser entrar em um universo intimista, real e, ao mesmo tempo cômico e dramático, conheça John, interpretado pelo fantástico John C. Reilly, em um papel que deve lhe render uma indicação ao Oscar 2011 de melhor ator. Ou, pelo menos, deveria. 

Após passar sete anos separado, o quarentão desistiu de sua vida social e só sai de casa para trabalhar. Quando sua ex-esposa - e amiga - Jamie (Catherine Keener) lhe dá a notícia de que vai se casar novamente, o cara praticamente pira, mas resolve ceder ao convite para a festa. Lá, após hilárias tentativas (frustradas) de aproximação com o sexo oposto - incentivadas pela própria Jamie -, acaba conhecendo Molly (a talentosa e subestimada Marisa Tomei), que se encanta pelo jeitão meio freak, porém sincero e espontâneo de John.

A edição das cenas é cuidadosa e muito bonita, principalmente quando diálogos em off ressaltam as trocas de olhares e valorizam as expressões dos atores, mas o uso de closes é exagerado e chega a incomodar em certos momentos. Em apenas dois dias de convivência, John e Molly já têm uma incrível conexão e preenchem um no outro o vazio de suas vidas, como se um visse no outro o que faltava para ser uma pessoa completa. É como se renascessem no outro, ou pelo outro. O único problema é o filho de 21 anos de Molly, interpretado perfeitamente por Jonah Hill, o Cyrus do título, que mais parece uma criança grande do que um adulto, além de morrer de ciúmes da mãe. 

A relação dos três é bizarra e sentimentos profundos e escondidos virão à tona, em uma espécie de catarse coletiva. A forma como a história é conduzida não apela em nenhum momento para o melodrama, nem cai em lugares comuns. Mostra de forma profunda os sentimentos de pessoas simples, que formam uma família, e os conflitos que a convivência lhes trará. Cyrus é um dos melhores dramas românticos dos últimos tempos, com boas doses de humor. Estreia: 05 de novembro.

Cyrus (Cyrus) - 92 min
EUA - 2010
Direção: Jay Duplass, Mark Duplass
Roteiro: Jay Duplass, Mark Duplass
Com: John C. Reilly, Jonah Hill, Marisa Tomei, Catherine Keener, Matt Walsh




Postar um comentário

  1. Esta nova proposta de irmãos Jay e Mark Duplass série com HBO Togetherness tem um humor adulto bastante divertido, talvez entender melhor que passar trinta (vamos ser realistas, como da mesma série). O desafio neste tipo de comédia, é equilibrar o humor com "tristeza" da realidade.

    ResponderExcluir

 
Top