3


Os Vampiros que se Mordam não é somente uma sátira à Saga Crepúsculo, mas também ao universo teenager que abarrota o mundo pop (cinema, literatura e música). Os diretores Jason Friedberg e Aaron Seltzer (roteiristas da franquia Todo Mundo em Pânico) não fugiram da já batida comédia escrachada - e sem preocupações com qualidade artística - para tirar sarro de Edward, Bella, Jacob e, claro, de seus fãs. Uma das cenas iniciais mostra uma hilária - e violenta - briga entre admiradoras do vampiro e do lobisomem. Vampires Suck (no original) recria, com competência, o ambiente e os personagens de Crepúsculo (2008), Lua Nova (2009) e Eclipse (2010).

Nem todas piadas visuais funcionam bem, já que algumas cenas já foram usadas à exaustão por diversos filmes do gênero, e os diálogos são pobres e sem a inteligência irônica das saudosas comédias do Monty Python, por exemplo, mas com algumas sacadas excelentes, como as críticas abertas à falta de coerência dos argumentos usados por Stephenie Meyer para compor uma série de livros de qualidade duvidosa e questionável - com exceção do sucesso comercial, que lhe rendeu uma boa grana.  

Nem os Jonas Brothers, Lady Gaga, The Black Eyed Peas e o romance Querido John escapam do humor ácido de Os Vampiros que se Mordam. Acredito que alguns fãs xiitas - que não são poucos - poderão se incomodar muito com a sátira, mas quem não gosta da Saga Crepúsculo poderá se deliciar com a forma escrachada com que o universo de Edward, Bella e Jacob é criticado. Estreia: 01 de outubro.

Os Vampiros que se Mordam (Vampires Suck) - 82 min
EUA - 2010
Direção: Jason Friedberg, Aaron Seltzer
Roteiro: Jason Friedberg, Aaron Seltzer
Com: Jenn Proske, Matt Lanter, Diedrich Bader, Christopher N. Riggi




Por: Mattheus Rocha

Postar um comentário

  1. Minha opinião: exageraram na crítica e esqueceram do humor. E uma comédia que não lhe faz rir tem um sério problema. De resto, você já expressou por mim o que penso.

    ResponderExcluir
  2. eu ri :< ^-^

    fico trizinha

    ResponderExcluir
  3. Eu vi hoje, e mesmo gostando de Crepúsculo, achei bem engraçado. Quer dizer, é apelativo, claro, mas é bem no estilo Todo Mundo em Pânico mesmo, meio bobinho. Mas mesmo assim, achei bem legal, tem uns momentos de gargalhar!

    ResponderExcluir

 
Top