3


Acho impressionante a versatilidade de Jim Carrey. Quem imaginaria que aquele ator que faz caras e bocas em comédias pastelonas, sendo até (injustamente) criticado por ser caricato demais, daria um show em filmes com maior carga dramática, como O Show de Truman (1998), O Mundo de Andy (1999), o maravilhoso Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004) e Número 23 (2007)? Pois em O Golpista do Ano ele volta a surpreender. Tá certo que não se trata de um drama, mas também não é apenas uma comédia boba. Seria aquele tipo de filme que se tivéssemos que rotular poderíamos dizer que se trata de uma comédia com pitadas de drama, ou, até mesmo, usar o termo comédia dramática

Antes de entrar no argumento do longa, devo fazer um alerta aos fãs de Rodrigo Santoro. O único sentido dele estar no cartaz brasileiro é pra levar mais gente ao cinema, já que o cara não aparece nem em cinco minutos de filme. Repare que no cartaz original, com razão, ele nem está. Baseado em uma história real, I Love You Phillip Morris (título original), mostra, em divertidos detalhes, a vida do pilantra Steven Russell (Jim Carrey). Após descobrir ser filho adotivo, ele resolve virar um policial, para investigar quem é sua mãe verdadeira. Mas o conflito do personagem é baseado na sua vida dupla. Para a sociedade, Steve é um cidadão modelo, bem casado, pai, frequentador assíduo da Igreja do seu bairro. Na realidade, ainda quando criança ele se descobriu homossexual, mas não tinha coragem de assumir.

Quando sobrevive a um grave acidente de carro, Steve resolve viver a vida como sempre quis, sem se preocupar com o que os outros vão pensar dele. Se separa de sua esposa, Debbie (Leslie Man), e começa a namorar Jimmy (Rodrigo Santoro). Mas ele não está satisfeito apenas em se mostrar como é. O cara quer luxo, ter um alto padrão de vida. Já que não pode pagar pelo que deseja, passa a aplicar inúmeros golpes e fraudes. Até o espectador Steve quer trapacear, se utilizando da ótima narração e das reviravoltas do roteiro. É apenas questão de tempo até o Golpista do Ano ser preso. Na cadeia, se apaixona por Phillip Morris (Ewan McGregor) e fará de tudo (literalmente) para viver esse amor.  

O Golpista do Ano (I Love You Phillip Morris) - 102 min
França, EUA - 2009
Direção: Glenn Ficarra, John Requa
Roteiro: Glenn Ficarra, John Requa - Baseado no livro de Steven McVicker
Com: Jim Carrey, Ewan McGregor, Leslie Mann, Rodrigo Santoro



Por: Mattheus Rocha

Postar um comentário

  1. Estou bem curiosa para assistir esse filme!
    Apesar de admirar o Rodrigo Santoro por conquistar espaço como ator na gringa, confesso que é broxante ficar na expectativa de um filme que ele participa mas mal aparece.
    E podem falar o que quiserem, o Jim Carrey é muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Eu não gostei do trailer, já tinha visto, mas sua resenha até que me deixou minimamente animado pra ver esse pipocão.

    Gosto do Jim Carrey, mesmo com suas caras e bocas. O detalhe é que o Ewan McGregor encaixou bem como gazela. Será que ele se encontrou como o personagem principal?

    Em sua aparição na piscina, Rodrigo Santoro, vascaíno, mostrou que caiu bem bomo gay também. Enfim...

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela crítica, adorei o toque ao falar que o Santoro quase não aparece!!

    ResponderExcluir

 
Top