5


A impressão que tive durante a projeção do Robin Hood de Ridley Scott é que a estratégia de marketing e publicidade da Universal Pictures foi melhor do que a própria obra. Não que seja um longa ruim, mas o principal teaser anunciava um épico ultra violento, com foco no Robin Longstride, arqueiro do exército do Rei Ricardo Coração de Leão, em sua volta das Cruzadas. Antes de se tornar o conhecido, e fora da lei, Robin Hood, muita água, batalhas e sangue rolaram na história do lendário anti herói. Ou seja, era um dos filmes mais esperados de 2010. Mas o produto vendido não é o mesmo anunciado.

Claro que o diretor de Gladiador (2000) não faria uma adaptação água com açúcar, como o Robin Hood - O Príncipe dos Ladrões (1991), com Kevin Costner embalado pela música de Bryan Adams. A versão século XXI é um longa competente, mas que não empolga. Quando parece que vai atingir um clímax irresistível, o roteiro declina. As cenas de luta não apresentam nada de diferente ou inovador, os personagens idem, mas, como entretenimento, até que funciona. Dá pra se distrair e divertir por pouco mais de duas horas, com este blockbuster de argumento interessante, mas execução típica de filmes de Hollywood, politicamente correta até em suas críticas, com seus previsíveis discursos e conflitos.    

As disputas por território, ouro e poder agitam os bastidores do reino da Inglaterra. Intrigas, traições, artimanhas políticas e militares, cobranças abusivas de impostos, tirania e violência dividem a nação, que não aceita mais ser submetida aos desmandos e caprichos do herdeiro do trono, após a morte do Rei Ricardo. Enquanto isso, Robin Longstride (Russell Crowe) abandona o exército e procura conhecer mais de seu passado, em Nottingham, onde se apaixona por Marion (Cate Blanchett). A invasão da França é o ponto chave da história. A Inglaterra reunirá suas forças, para se defender? Robin estará disposto a lutar pela Coroa, novamente? Faça suas apostas.

Robin Hood (Robin Hood) - 140 min
EUA, Reino Unido - 2010
Direção: Ridley Scott
Roteiro: Brian Helgeland, Ethan Reiff, Cyrus Voris
Com: Russell Crowe, Cate Blanchett, Max Von Sydow, William Hurt, Mark Strong, Oscar Isaac, Danny Huston



Por: Mattheus Rocha

Postar um comentário

  1. De volta ao blog do amigo após séculos, espero dessa vez cumprir a promessa de voltar ao cinema para assistir a esse filme!!!

    ResponderExcluir
  2. É, na verdade eu só estava / estou esperando para ver por causa do Ridley Scott, o remake por si só não me empolgava tanto.

    Agora, eu gosto tanto da versão água com açucar ao som de I do It for you... hehe.

    ResponderExcluir
  3. [OFF TOPIC]

    Ei! Finalmente chegou o dia! É amanhã, 17!
    Estamos esperando você lá na pré-estreia exclusiva para blogueiros do "Olhos Azuis".
    Qualquer dúvida, escreva para coevosfilmes@gmail.com até as 15hs de segunda-feira.
    Lembre-se de chegar um pouco antes, ok?
    Abraço,
    Anita.

    ResponderExcluir
  4. Ok amigo, mas eu ainda tenho esperança de gostar do filme! Rsrsrs... Afinal Robin Hood é uma puta história(com ares modernos)!
    O trailer me deixou arrepiada... Apesar da voz maravilhosa de Russel Crowe ele continua com cara de Gladiador... Enfim vou ver o filme que é o melhor que faço!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Eu tô pretendendo ir assistir amanhã, mas já vi que vai gostar: eu só saio de casa pra ir ao cinema se achar que vou me divertir! rs. Filmes, digamos, "cult", eu prefiro assistir em casa, onde dá pra chorar ou odiar sem ninguém vendo, né? :-P Bjão!

    ResponderExcluir

 
Top