1


Ganhar a guarda da filha, formar uma família ou ter uma festa de quinze anos. As amigas JéssicaSabrina Daiane não querem nada muito complicado, apenas ser felizes. Mas os sonhos das três meninas foram roubados. Violência, prostituição, abuso sexual, falta de perspectiva... viver na periferia de uma grande cidade não é nada fácil. Baseado no livro As Meninas da Esquina, de Eliane Trindade, o maior trunfo do novo filme de Sandra Werneck é a humanização das personagens. Não é preciso morar em uma favela nem sofrer os mesmos problemas das meninas, para ser tocado pelas suas sofridas trajetórias e se identificar com elas. Quem não tem sonhos, ao mesmo tempo tão tangíveis e tão distantes?  

Sonhos Roubados é um filme de tema complexo, que passou pela mão de vários roteiristas até tomar forma. Jéssica tem 17 anos, adora dançar, tem um avô doente e uma filha. Se prostitui para colocar dinheiro em casa. Quando a família do pai da criança fica sabendo de suas desventuras, a guarda da menina vai para eles. Sabrina se envolve com um traficante e fica grávida. Daiane foi abandonada pelos pais, vive com os tios e sofre abusos sexuais dentro da própria casa. Mas, apesar de estarem expostas a uma realidade cruel e excludente, estes conflitos não são únicos das favelas. Infelizmente, cada vez mais vemos jovens do asfalto com problemas semelhantes. 

Desconstrução familiar, solidão, dificuldade de vencer na vida. Problemáticas pós modernas geradas não só pela má distribuição de renda, mas, principalmente, pela banalização da vida humana, do valor humano. As pessoas são tratadas como meras mercadorias, como coisas. Sonhos Roubados desnuda uma sociedade que finge não vestir a carapuça da hipocrisia, mas sem oferecer soluções. Apenas mostra que existe a possibilidade de se encontrar um futuro, com o apoio de amizades verdadeiras e força de vontade. Num mundo envolto pela maldade, ainda há espaço para a ética e os bons sentimentos. 

O filme tem elenco e equipe técnica fantásticos. Walter Carvalho na fotografia, Ricardo e Rogério Blat na preparação dos atores, um jovem trio de protagonistas (Nanda Costa, Amanda Diniz e Kika Farias) atuando como gente grande e experiente, direção sensível e firme de Sandra Werneck, roteiro redondinho e sem pontas soltas, renomados artistas nos papéis coadjuvantes... enfim, Sonhos Roubados é uma obra que eleva o nome do cinema nacional.

Sonhos Roubados - 85 min
Brasil - 2010
Direção: Sandra Werneck
Roteiro: Paulo Halm, Michelle Franz, Adriana Falcão, Sandra Werneck, José Joffily, Maurício O. Dias - Baseado no livro de Eliane Trindade
Com: Nanda Costa, Amanda Diniz, Kika Farias, Ângelo Antônio, Zezeh Barbosa, MV Bill, Daniel Dantas, Marieta Severo, Nelson Xavier



Por: Mattheus Rocha

Postar um comentário

 
Top