8


Bonitinho, mas sem sal. Esta é a melhor forma de definir O Amor Acontece, longa de estreia de Brandon Camp como diretor, estrelado por Aaron Eckhart, de Obrigado Por Fumar (2005), e Jennifer Aniston, a ex Friends mais bem sucedida. O roteiro tem a divisão de seus três atos bem definida pela mudança de gênero. É uma pena a trama cair num sentimentalismo piegas, pois a estrutura da estória foi muito bem desenvolvida. Começa como uma comédia, passa por um (quase) romance e termina como um drama, que vai definir se o romance entre o casal de protagonistas vai deixar de ficar no quase, ou não.

Burke (Aaron Eckhart) perde sua mulher em um acidente de carro e resolve escrever um livro sobre como lidar com a perda. O que ele não esperava é que a obra fosse fazer tanto sucesso, o tornando um ícone da autoajuda, com status de celebridade. Mas, para isso, ele conta com a ajuda de seu agente Lane (Dan Fogler), uma figuraça. Quando Burke vai à Seattle ministrar um seminário, conhece Eloise (Jennifer Aniston). Após anos de luto, ela desperta seu interesse e o faz pensar em, finalmente, se relacionar com outra mulher. Mas o fato de estar na cidade onde aconteceu o acidente, e onde moram os pais de sua falecida esposa, abala seus sentimentos. 

A química entre Aaron EckhartJennifer Aniston funciona bem, mas o que dá fluidez ao filme é a ótima participação do elenco de apoio, com destaque para Walter (John Carroll Lynchum), um participante do seminário, que ainda não superou a morte do filho. O longa tem ótimos momentos, mas quando se propõe a tentar dar lições de autoajuda, perde-se totalmente num mar de superficialidade. É um filme irregular, que consegue divertir e emocionar, em alguns momentos, mas, no minuto seguinte, irritar. Mais um enlatado descartável da safra de Hollywood.    

O Amor Acontece (Love Happens) - 109 min
EUA, Canadá - 2009
Direção: Brandon Camp
Roteiro: Brandon Camp, Mike Thompson
Com: Aaron Eckhart, Jennifer Aniston, Dan Fogler, John Carroll Lynch, Martin Sheen, Judy Greer



Por: Mattheus Rocha

Postar um comentário

  1. Boa Tarde eu por aqui de novo!
    Eu vi esse filme, e achei uma delícia, não sei se diria sem sal, acho que a falta de sal se deu por conta da atuação do Aaron, porque a Jenifer foi precisa, posso dizer que desde a Polly, Quero ficar com Polly! Nunca mais tinha visto uma atuação tão não Rachel (Friends) dela. Bom, eu gostei do filme. A inversão de papéis foi fantástica. Muah

    ResponderExcluir
  2. Assino embaixo de tudo o que disse sobre o filme.

    Olha, eu me senti extamente como vc disse aí: num segundo encantada e no segundo seguinte irritada.

    ResponderExcluir
  3. Minha namorada qr assistir e eu já disse que não quero!
    Percebi de longe que era um filmeco...

    ResponderExcluir
  4. Elogiou e criticou com luvinhas de Michael Jackson! Curti! Mais uma nova fã do blog! Muito bom! :D

    ResponderExcluir
  5. A verdade mesmo é que toda vez que eu venho aqui e tem algum comentário sobre cinema eu fico irritada. Ai, como eu quero voltar a viver em algum lugar que tenha cinema!! E como eu queria tempo pra voltar pra cidade natal com tempo para ver um filminho!!

    ResponderExcluir
  6. Ou seja, o amor não acontece, né, Mattheus? Eu vou assistir pela Jennifer Aniston, embora Aaron Eckhart seja bom ator, principalmente em Obrigado por Fumar - baita filme! Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Adoro a Jen mas me cansei desse tipo de filme, não me agrada mais, porém vou acabar vendo com a minha mãe que adora...hahahaha

    Não sou apaixonadinha pelo Cortez, juro.

    ResponderExcluir
  8. O último filme da Jen que eu vi foi aquele que ela engana o Clive Oen (putz, esqueço o nome agora). Gostei bastante. Visite-me:
    http://blogpanoramatv.blogspot.com/

    ResponderExcluir

 
Top