11


Cinco Indicações ao Oscar: Filme, Animação, Trilha Sonora, Roteiro Original, Edição de Som

Desde 1995, a parceria Pixar & Disney é sinônimo de ótimas animações. Na verdade, não era bem uma parceria, mas um acordo comercial. A Pixar, iniciante, produzia os filmes; a Disney, consagrada, os distribuía. Além da divisão de lucros, a distribuidora tinha direitos de propriedade sobre as obras. Em 2004, a Pixar, obviamente, quis rever o acordo, pagando apenas pela taxa de distribuição (o que era o justo), mas o poder do capital falou mais alto e, em 2006, a Disney comprou a Pixar. O tubarão engoliu o peixinho, mas são coisas que acontecem. A filmografia da Pixar continua impecável: Toy Story (1995); Vida de Inseto (1998); Toy Story 2 (1999); Monstros S.A. (2001); Procurando Nemo (2003); Os Incríveis (2004); Carros (2006); Ratatouille (2007); Wall-E (2008); e, em 2009, Up - Altas Aventuras, que conseguiu até uma indicação ao Oscar de melhor filme.

De forma lúdica, o longa fala sobre os sonhos de infância que são deixados para trás. Carl Fredricksen, um vendedor de balões de mais de setenta anos, vê tudo que é importante para ele ir embora. Sua esposa, namoradinha de infância e parceira de sonhos, morre; um empresário está fazendo uma grande construção ao redor de sua casa e não vai descansar enquanto o velhinho não aceitar vendê-la; ele acerta sua bengala em um dos funcionários da obra e é considerado como uma ameça pública; no julgamento, Carl é obrigado a ir para um asilo. É aí que os sonhos de infância voltam. Nunca é tarde para os seguir. Ele quer se mudar para uma lugar paradisíaco, na América do Sul, onde sempre quis morar com sua esposa. Para isso, amarra milhares de balões em sua casa e alça voo. O que Carl não sabia é que terá a companhia de um pequeno e insuportável escoteiro. O Blogueiro recomenda. Diversão garantida.  

Up - Altas Aventuras (Up) - 96 min
EUA - 2009
Direção: Pete Docter, Bob Peterson
Roteiro: Pete Docter, Bob Peterson
Com as vozes de: Edward Asner, Christopher Plummer, Jordan Nagai, Bob Peterson, Delroy Lindo, John Ratzenberger
        


Por: Mattheus Rocha

Postar um comentário

  1. aah, vai ser bom o filme, aparentemente. hehe
    é tu mesmo quem escreve esses textos? se for vc está de parabéns.
    adorei o blog.

    ResponderExcluir
  2. To muito afim de ver esta animação, mas ainda não consegui baixar...digo, alugar na locadora...hehehe
    Quando tiver uma opinião mais aprofundada voltarei aqui, ok?

    Qdo puder visite:
    O vôo da águia http://aguia81.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Confesso que achei o começo do filme bem melancólico e chorei até, mas adorei. Principalmente os cachorros, muito cômicos.

    ResponderExcluir
  4. Sem contar quem faz a voz dublada é o chico Anysio! Sensacional!

    ResponderExcluir
  5. a uniao Pixar e Disney foi uma das melhores, grandes filmes de animação foram feitos, agrada nao so as crianças como tb os adultos......ainda nao assisti UP, mas morro de vontade de ver

    http://alexandreterra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Sucinto e perfeito, amigo. É legal essa mensagem sobre sonhos no longa. Também vi desta forma, mas, como já te falei, nem sempre consigo passar minhas interpretações nas minhas resenhas sobre filmes. Enfim, sigo aprendendo contigo, que é cascudo e duela com Rodrigo Fonseca!

    É impressionante como Carl consegue emocionar tanto em algumas cenas - chorei na última, com Russell. Na hora que ele pega o álbum da Ellie para vasculhar mexe demais com o emocional - nesta, contudo, não derramei lágrimas.

    Adorei Up e, certamente, o fato de ter gostato muito deste filme vai desencadear um pouco o meu preconceito com desenhos.

    Abração!

    ResponderExcluir
  7. Já vi e confesso que gostei muito.No dvd tem extras que são muito bacanas e valem a pena assistir. É pra se emocionar hehhe diversão garantida!

    ResponderExcluir
  8. Semelhante ao Eduardo, eu também chorei no início.
    Antes desse filme achava que Procurando Nemo era o melhor filme de animação já feito, porém Up mudou tudo.
    Excelente filme!

    ResponderExcluir
  9. Apesar de não ser uma obra tão excelente quanto outras da Pixar, "Up" mantém o alto nível e é acima da média se comparado a outros longas do gênero. Aquele primeiro ato será clássico! Eterno!

    ResponderExcluir
  10. muito bom mesmo.
    de conteúdo, excelente. achei meio pesado o enredo para crianças mais novas (muitas perdas, morte, uma agressão)

    ResponderExcluir
  11. Esses filmes teoricamente infantis são tão bem feitos que atingem toda e qualquer faixa etária. Quero ver esse.

    abç

    ResponderExcluir

 
Top