7


Seis Indicações ao Oscar: Filme, Direção, Atriz (Gabourey Sidibe), Atriz Coadjuvante (Mo´Nique), Edição, Roteiro Adaptado

Preciosa conta a história de Precious (Gabourey Sidibe, favoritíssima ao Oscar de melhor atriz), uma adolescente obesa, negra, moradora do Harlem (subúrbio de Nova York), analfabeta funcional, tímida, pobre, mãe de uma criança com Síndrome de Down, grávida do segundo filho, estuprada pelo próprio pai, espancada pela mãe, sem auto estima... Chega, né? Já deu pra perceber o quão sofrida e sem perspectivas é a vida da menina. Só sonhando acordada é que Precious escapa de sua realidade, imaginando um mundo no qual pudesse ser "normal". Mas o que é ser normal? É seguir os padrões de beleza impostos pela ditadura da moda? Os padrões de comportamento impostos pela sociedade? Os padrões de consumo impostos pelos donos do capital?   

Tentam nos vender a ideia de que é impossível ser feliz à margem disso. Mas não é. O ser humano não tem limites, como é comum se pensar, mas é necessário muita força, para se atingir a superação. O filme, em alguns momentos, toma características de uma obra de autoajuda, mas isso não tira o peso e a qualidade da trama. Precious é expulsa de sua escola, por estar grávida pela segunda vez, e é encaminhada à Each One Teach One, uma instituição de ensino alternativo, onde conhece Mrs. Rain (Paula Patton), que além de professora, torna-se sua amiga. A ajuda dela é fundamental para a esperança de Precious começar a ganhar contornos de realidade. O amor, que parecia inexistente em sua vida, passa a lhe dar forças para vencer seus traumas.

Quando vi o elenco do longa, confesso que me assustei com a presença de Mariah Carey, como Mrs. Weiss, uma assistente social. Mas não é que a (irritante) cantora até que se sai bem? É um pequeno papel, mas ela cumpre direitinho sua parte. E olha que ela contracena com Gabourey SidibeMo´Nique (que faz a mãe de Precious), duas atrizes em interpretações viscerais, emocionantes e impecáveis. Lenny Kravitz também se sai bem, como um enfermeiro. A não ser que você seja o sr. ou a sra. Perfeição, pelo menos em algum ponto você irá se identificar com Precious. Existem milhões delas pelo mundo e a garota é um exemplo de esperança e superação. O Blogueiro recomenda.

Preciosa - Uma História de Esperança (Precious: Based on the Novel Push by Sapphire) - 110 min
EUA - 2009
Direção: Lee Daniels
Roteiro: Geoffrey Fletcher - Baseado no livro de Sapphire 
Com: Gabourey Sidibe, Mo´Nique, Paula Patton, Mariah Carey, Lenny Kravitz



Por: Mattheus Rocha

Postar um comentário

  1. Já havia lido sob esse filme, e logo interessou-me.
    Gostei da parte que disse que toma contornos de auto ajuda mas isso não tira o brilho. E também quando disse que não há limites ao ser humano, porém não é fácil.
    Mas vamos à luta, não?

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  2. O filme é um dos mais lindos que eu já vi em algum tempo, talvez com excessão de "Hachiko"
    Parabéns pelo post, ficou bem legal.

    Verball

    ResponderExcluir
  3. NOOOOOOOOOOOOSSA QUERO MUITO VER.
    Relamente a histórima me tocou e o filme deve ser otimo, nunca falei tão sério na minha vida e ja divulguei esse texto rpa duas amigas hsuhsuhsushshushushsuhs.

    ResponderExcluir
  4. deve ser incrivel esse filme, quero muito assistir, ainda mais depois de ter lido esse texto.

    ResponderExcluir
  5. Na boa, tem uma lição de vida legal, aquele lance de "o mundo ainda tem solução", mas achei apelativo demais, show de desgraça, e o "alívio" nas cenas de ilusão não salvam o peso do filme. (sou chata!)

    ResponderExcluir
  6. Oi, Matheus.
    Obrigado por comentar no meu blog de poesia.
    Sim, faço e é minha vida.
    Por incentivo de amigos e uma certa vocação resolvi postar humor também - mas é um mundo novo para mim; poesia faço há tempos.

    abç
    Cidadão das Nuvens/ Pobre esponja

    ResponderExcluir
  7. Esse filme é um tapa na cara da ditadura de beleza imposta pela moda... Fora outros problemas sociais sofridos pela protagonista.
    Por vivemos num mundo "perfeitinho" muita gente acha exagero, mas o que tem de preciosas por ai...
    Beijos!

    ResponderExcluir

 
Top